Notícias

SAUDE CAIXA_ACORDO COLETIVO.jpg

12/06/19 14:21 / Atualizado em 13/06/19 11:00

Caixa desrespeita acordo coletivo e contrata sem plano de saúde

Fenae e Contraf-CUT vão tomar as medidas cabíveis para assegurar o respeito aos direitos dos trabalhadores

A Caixa iniciou as contratações, anunciadas em maio, desrespeitando os funcionários e o Acordo Coletivo de Trabalho vigente. Os novos trabalhadores estão sendo informados no Programa de Integração e Ambientação à Caixa (PIAC) de que não terão direito a assistência à saúde, o que é um verdadeiro absurdo.

A cláusula 33 do ACT, vigente até 31 de agosto de 2020, assegura a assistência à saúde aos contratos após 31 de agosto de 2018.

A Caixa está desrespeitando o edital, a cláusula 33 do acordo vigente e o acordo vigente na época do edital.

Os trabalhadores não aceitarão esse ataque. A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) tomarão todas as medidas cabíveis.

"Não podemos permitir isso. A Caixa não pode simplesmente desrespeitar o que foi pactuado no Acordo Coletivo. Os trabalhadores têm direito e a Fenae vai fazer tudo que é possível para garantir o direito do empregado. O que a Caixa está fazendo é absurdo e ultrajante", afirma Fabiana Matheus, Diretora de Saúde e Previdência da Fenae.

Aos convocados pedimos que não desistam. Vamos lutar todos Juntos!

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado