Reforma da Previdência inclui capitalização individual em um de seus novos pilares | Portal
01/02/19 15:00

Reforma da Previdência inclui capitalização individual em um de seus novos pilares

 

naom_59949b448fc7c.jpg

O governo Bolsonaro insiste em enterrar os direitos trabalhistas. A Reforma da Previdência incluiu no seu texto o sistema de capitalização individual em um dos pilares da medida, a idade mínima para se aposentar e o aumento do tempo de contribuição. A medida será encaminhada ainda este mês para o Congresso Nacional.

Caso seja aprovada, a capitalização individual, espécie de poupança, irá obrigar todos os trabalhadores a viabilizarem um valor à mercê do governo. Segundo Paulo Guedes, Ministro da Economia, esse sistema funciona para que o trabalhador pague a sua própria aposentadoria no futuro. Tal medida é no mínimo absurda e apenas beneficia pequena parte da sociedade, haja vista que, o número de desempregados e trabalhadores informais vêm aumentando constantemente.

Vale lembrar que a grande parcela da população não possui renda suficiente para realizar o pagamento de todas as suas contas e, ainda sim, reservar uma quantia para a capitalização individual.

A proposta da capitalização individual foi adotada pelo general Augusto Pinochet, em 1981, no Chile, que disponibilizou uma aposentadoria muito baixa e arruinou a economia do país. Atualmente no Brasil, é utilizado o método em que a Previdência é financiada por contribuições ao governo, dos empregados e empregadores.

“É impressionante como esse governo trata os trabalhadores. Cada vez mais querem tirar nossos direitos, não podemos deixar isso acontecer. Vamos nos manter unidos porque muitas batalhas estão por vir”, disse Paulo Matileti, Presidente da APCEF/RJ.

 

Compartilhe