Paulo Matileti, Presidente da APCEF/RJ, participa de ação do Movimento Solidário no Maranhão | Portal
08/11/18 12:49

Paulo Matileti, Presidente da APCEF/RJ, participa de ação do Movimento Solidário no Maranhão

 

belagua.jpg

No próximo sábado, 10 de novembro, o Presidente da APCEF/RJ, Paulo Matileti, participará da inauguração de novos projetos realizados pelo Movimento Solidário, em Belágua, no Maranhão. Serão iniciadas na cidade uma casa de farinha na comunidade Jabuti; dois tanques de peixe em Juçaral e São Domingo, além de começar a segunda etapa do projeto de produção de mel de abelha sem ferrão na comunidade Preazinho.

A ação e desenvolvimento dos empreendimentos só foi possível graças às doações dos empregados da Caixa de todo o País, que participaram com donativos através do site do Movimento Solidário. O projeto está completando três anos de atividade em Belágua e graças ao movimento o município tem conseguido, aos poucos, se desenvolver e mudar a difícil realidade de uma das cidades mais carentes do Brasil.

Desde o início do projeto as cerca de 200 famílias das 14 comunidades adotadas foram beneficiadas com ações de saúde, distribuição de kits escolares e óculos, capacitação técnica, projetos de geração de renda, com a criação de poços artesianos, projetos de piscicultura, galpões para criação de galinhas caipiras, aviários para codornas, criação de hortas comunitárias, entre outras ações.

“Estou muito feliz e honrado em poder participar da inauguração de ações tão importantes e que vão ajudar tantas famílias carentes maranhenses. Mas, acima de tudo, quero destacar e parabenizar os empregados da Caixa de todo o Brasil que se empenharam em doar para o Movimento Solidário. Graças a vocês hoje os moradores de Belágua têm uma situação melhor para viver”, explica o Presidente da APCEF/RJ, Paulo Matileti.

Criado em 2005, o Movimento Solidário é um projeto da Fenae que atua como programa de responsabilidade social da Federação, da Wiz e da Integra Participações e tem por objetivo reduzir a diminuição da desigualdade social e melhorar a qualidade de vida de milhões de brasileiros. O projeto conta com a doação dos empregados da Caixa para o desenvolvimento de ações pelo Brasil.

 

Compartilhe