Fenaban ameaça descumprir CCT e põe em risco a gratificação de função dos bancários | Portal
09/01/19 13:08

Fenaban ameaça descumprir CCT e põe em risco a gratificação de função dos bancários

 

111.jpg

A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) encaminhou para a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), um ofício comunicando disposição da retirada da 11ª cláusula da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) e aplicar a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) para os bancários comissionados, desta forma, reduzindo a gratificação de função da CCT, que atualmente tem o mínimo de 55%, e a CLT, que é de apenas 33%.

O Sindicato dos Bancários de São Paulo foi convocado para participar de audiência de conciliação, em solicitação feita pela Fenaban. Durante a reunião, os banqueiros sugeriram a suspensão da CCT e propuseram uma nova negociação, do contrário, descumpririam, de maneira insolente, o acordo que garante a gratificação de função de no mínimo 55%, realizado entre a Federação e a categoria dos bancários.

Em resposta, o Sindicato ameaçou dar início a uma greve da categoria, e, após longo debate, os bancos recuaram e assinaram um termo de compromisso, garantindo o cumprimento da CCT. “O acordo coletivo é seguido à risca durante anos pela categoria e a Fenaban. É inadmissível que todos os direitos conquistados serão desconsiderados e que a CCT perderá valia por pura negligência dos banqueiros”, indigna-se Paulo Matileti, Presidente da APCEF/RJ e Vice-Presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro.

 

Compartilhe